Unidade 11, seção 01

Processos de eletrização



omo discutimos na aula são os prótons e os elétrons as partículas que possuem eletricidade ou carga elétrica. A carga elétrica é uma propriedade dessas partículas. Os prótons e os elétrons são , portanto, portadores da carga elétrica.

Eles possuem cargas elétricas iguais, mas de tipos diferentes. Assim se o número de elétrons e prótons de um corpo são os mesmos então esse corpo é dito ser eletricamente neutro.

Nos átomos, os prótons estão firmemente presos nos núcleos atômicos. Os elétrons, porém, podem ser facilmente manipulados. Eles podem ser retirados ou acrescentados aos corpos. Tais processos são chamados de processos de eletrização.

No entanto, existe ainda uma característica das cargas elétricas que foi mencionada na aula e deve ser relembrada aqui.

Princípio da conservação da carga elétrica

As cargas elétricas não podem ser criadas nem destruídas. Num sistema isolado eletricamente ela é constante.

Desta forma, nos processos de eletrização, as cargas são apenas transferidas de um corpo para outro. Logo, a carga elétrica de um corpo deve ser entendida como excesso (carga negativa) ou falta de elétrons (carga positiva.)

Tenha sempre em mente que:

Transferir cargas elétricas de um corpo para outro significa transferir os portadores das cargas elétricas, ou seja, transferir elétrons.

Eletrização por atrito

Atritar certos corpos contra outros corpos é um procedimento que provoca a transferência de elétrons de um corpo para outro. No final do processo os corpos com excesso de elétrons estarão com carga negativa e aqueles com falta de elétrons com carga positiva.

A produção de eletricidade por atrito foi um dos meios mais usados nos tempos iniciais do estudo da Eletricidade. Na imagem ao lado temos o esquema de uma máquina produtora de eletricidade por atrito desta época.

Ela é constituída por um cilindro de vidro central que pode ser girado por uma manivela (M). Ao girar o cilindro é atritado contra uma capa de metal o que produz uma acúmulo de elétrons na capa metálica. As cargas são acumuladas nos coletores metálicos (A - B) e (D - E).

Eletrização por indução elétrica.

Os corpos cuja estrutura atômica permite o movimento, pela sua superfície, de elétrons livres, isto é, de elétrons que não estão ligados a um único átomo, são chamados de Condutores.

A eletrização por indução elétrica ocorre quando um dos corpos é um condutor e não exige contato físico entre eles. Na imagem ao lado, temos uma barra de PVC carregada negativamente e uma esfera condutora neutra. A barra se aproxima de uma esfera condutora sem, no entanto, toca-la.

Os elétrons livres da esfera são repelidos para a região oposta. Repare que não houve contato nem transferência de elétrons entre a esfera e a barra. A esfera está eletrizada nas regiões opostas. Isto é chamado Indução elétrica.

Finalmente, os elétrons escapam para o corpo da pessoa quando ela toca a esfera. No final do processo, após o afastamento da barra, a esfera está carregada positivamente.





  Voltar para página anterior