Domingo, 27 de maio de 2017

O terminador, a linha que separa o dia da noite

As características do processo de formação dos sistemas solares acaba por determinar que cada um dos planetas do sistema possua um movimento de rotação em torno de um eixo que passa pelos seus polos geográficos.

Esses eixos de rotação planetários, de forma geral, se alinham, com alguma inclinação, com uma linha perpendicular à eliptica, isto é, com o plano formado pelas órbitas dos planetas.

O eixo de rotação do nosso planeta, por exemplo, apresenta uma inclinação de aproximadamente 23 graus em relação a esse plano e aponta na direção da estrela Polaris, a estrela polar. Essa inclinação, juntamente com o movimento de rotação em torno do Sol, determina as estações do ano.

Observando a ilustração abaixo o leitor certamente notará que, devido a essa inclinação, a superfície do planeta no hemisfério sul recebe os raios solares de forma mais intensa, pois eles se dispersam menos pela atmosfera. Logo, nesta ilustração, o hemisfério Sul atravessa o verão e o Hemisfério Norte o inverno. Note ainda que o polo sul (2) atravessa o longo "dia" de seis messes e o polo norte (1) a longa noite invernal.

Se você desejar pode consultar a página da Profª Alice Grimm, do Departamento de Física da UF do Paraná, para obter mais informações sobre esse processo. Para isto clique aqui.

Quanto aos tipos de movimentos que o nosso planeta (existem outros além da rotação e da translação) o leitor poderá encontrar mais informações no site do PRISMA, um projeto dos professores do Centro de Física Teórica e Computacional da Universidade de Lisboa.

O fenômeno mais evidente que decorre do movimento de rotação dos planetas em torno do seu próprio eixo é a ocorrência do dia e da noite. A linha que separa a escuridão da luz é chamada Terminador.

Na fotografia a seguir, feita pela NASA, vemos o terminador avançando sobre a Europa e o norte da Africa. Observe pela foto que toda a Europa Ocidental e a costa oeste africana está sob luz solar e, por outro lado, na Itália e em toda a Europa Oriental já vemos a luz noturna das cidades.

A velocidade de avanço da linha varia de acordo com a latitude. No equador ela avança a aproximadamente 1600 km/h e vai diminuindo a velocidade à medida que nos aproximamos das regiões polares.

A experiência mostra que as informações sobre o processo de formação dos dias e das noites invariavelmente desperta o interesse dos alunos. Sendo assim, é provável que o vídeo que apresentamos em seguida, intitulado "Flight over the earth", possa ser de alguma utilidade para o professor.

Ele mostra a superfície da Terra na interfase do lado banhado pela luz solar com o lado escuro. Esse trecho da linha do Terminador é visto do ponto de vista da Estação Espacial Internacional. O vídeo foi produzido pelos astronautas M. Kornmesser e L. L. Christensen para a ESA, a agência espacial européia e o Hubble Space Telescope.

O site do telescópio espacial Hubble disponibiliza esse mesmo vídeo. Lá você poderá escolher a opção de formato e resolução mais adequados à suas necessidades.





O colega professor encontrará mais informações sobre o processo de "dia e noite" acessando aqui o site do Centro Para Professores do Ensino Fundamental da USP - São Carlos.

Por outro lado, o Centro de Divulgação do Observatório Dietrich Schiel, da mesma universidade, disponibiliza materiais muito interessantes para o ensino de astronomia. Você pode acessar o site clicando aqui.







Vídeo disponível no canal Our Universe visualised, no YouTube. O canal exibe uma compilação de vídeos sobre Física e astronomia. Para acessar clique aqui.


Se desejar o leitor poderá acessar as notas de aula sobre Meteorologia, da Professora Alice Mariene Grimm, do Departamento de Física, clicando aqui.


O site PRISMA - À luz da Física, do Centro de Física Teórica e Computaconal da Universidade de Lisboa, apresenta conteúdos a nível de divulgação sobre diversos campos de estudo da Física. Você poderá acessa-lo clicando aqui.


Arquivo das postagens


Postagens de 2015


Postagens de 2016


28 de janeiro - O processo de...


25 de fevereiro - O bóson de...


25 de março - Cristovão Colombo e...


30 de abril - Uma demostração...


30 de junho - O experimento de...


30 de julho - Mama África: os...


3 de setembro - Padre Lemaître, o...


30 de setembro - As contribuições...


10 de novembro - Os conselhos de...


24 de dezembro - O planeta Vulcano...


Postagens de 2018