Terça-feira, 10 de março de 2015.

A luta dos físicos para alcançar o limite inferior de temperatura: o zero absoluto. Part 1/2.

As sensações biológicas de "quente" e "frio" estão na raiz daquilo que hoje entendemos como calor. O "quente" e o "frio" foram inicialmente percebidos como substâncias materiais distintas que penetram nos corpos. O conceito evoluiu até o entendimento moderno do Calor como energia do movimento aleatório das moléculas dos corpos.

O atendimento das necessidade econômicas e sociais da primeira Revolução Industrial levam a um estudo intenso das características do calor e ao inicio da era das máquinas a vapor. Ao mesmo tempo tem início uma jornada pelo entendimento do que era o frio. Esta jornada também prometia grandes ganhos tecnológicos e econômicos.

A série Absolute zero, da qual que você assistirá a seguir a primeira parte, narra a luta para se entender o frio e a corrida dos físicos para alcançar a menor temperatura possível: Zero Kelvin ou o Zero absoluto. A direção é de David Dugan. A série foi exibida originalmente na televisão Inglesa pelo canal BBC-Four. A tradução e as legendas são de Piloto ( Veja em entendaumpouco.blogspot.com).



Começamos nossa jornada com Francis Bacon, um importante estudioso inglês. Ele se interessou pelas propriedades de conservação de animais e plantas apresentadas pelo frio. Bacon, infelizmente morreu sem terminar o seu trabalho, vítima da pneumonia que contraiu após uma de suas experiências. Nosso próximo personagem é o físico inglês Robert Boyle, que recuperou a ideia original dos gregos de que a matéria é composta de pequenas partículas, os átomos. O calor, para Boyle, não é uma substância material mas estava ligado ao movimento de vibração destas partículas.

Quando se esfria o ar, por exemplo, as partículas de ar vibram menos. Boyle foi um dos primeiros a pensar o frio e o calor como movimento e não como substância.

No século XVIII, é apresentada a teoria de maior sucesso até aquele momento. Foi uma proposta do quimico francês A. Lavoisier que considerava o calor como uma substância material muito delicada que ele chamou Calórico. O calórico penetrava os corpos. Muito calórico em um corpo acarreta que ele esquenta, se o calórico sai do corpo, ele esfria. O frio era entendido nesta teoria como perda de calórico.

Para Lavoisier o calórico era um fluido sem peso que tendia a afastar as partículas da matéria uma das outras quando penetrava nos corpos. Com esse entendimento foram construídas as máquinas a vapor que caracterizaram as profundas transformações econômicas e sociais surgidas na Europa.



Chamamos a atenção dos professores para a utilidade da série em sala de aula. Ela dá destaque às consequências das teorias físicas e às relações entre a ciência e a sociedade. É muito interessante também a explicação sobre a origem e a necessidade de uma escala absoluta de temperatura e da existência de um limite inferior para ela.

Assista a segunda parte da série Absolute zero clicando aqui.





Este filme faz parte da série de televisão  Absolute zero, exibida pelo BBB-FOUR, da BBC de Londres. 

Produção do filme: Meridians Productions para BBC - Four. Faça uma visita em bbc.co.uk.


Arquivo das postagens


19 de fevereiro - O Gerador...


20 de fevereiro - As partículas...


15 de março - A corrida para...


02 de abril - A gravitação no...


21 de abril - Mapas de todos...


01 de maio - Físicos do Brasil...


10 de maio - Físicos do Brasil ...


28 de maio - O conceito de ...


16 de junho - Princípio de fun...


28 de junho - Devagar com o...


12 de julho - Muito além da...


26 de julho - Meteorologia:...


15 de agosto - Afinal, o que é...


29 de agosto - Le grand K...


13 de setembro - As ondas est...


05 de outubro - O espectro...


01 de novembro - O trabalho humano...


22 de dezembro - A matéria escura...


Postagens de 2016


Postagens de 2017


Postagens de 2018