Domingo, 05 de junho de 2016.

O tamanho relativo das coisas existentes no universo.

Obtemos informações sobre o mundo que nos rodeia através da medição de certos aspectos da natureza chamados de "grandezas físicas". O ato de medir é, essencialmente, comparar uma quantidade a outra quantidade da mesma espécie chamada "unidade de medida".

O Sistema Internacional de Unidades estabelece algumas grandezas fundamentais e as suas unidades. Uma dessas grandezas é o comprimento. Repare que o comprimento é uma grandeza tão básica que é, frequentemente, confundida com o "espaço". No entanto, nossos sentidos não têm acesso ao espaço, portanto, não podemos medi-lo.

O que podemos fazer é medir a distância entre dois objetos, isto é, somos capazes apenas de afirmar que entre dois objetos podemos colocar "n" vezes um padrão. Para as medidas de comprimento o padrão é o metro.

A maneira mais adequada de se escrever essa medida é a chamada "notação científica". Na imagem abaixo temos uma medida de comprimento escrita dessa forma.

Na imagem, a potência de dez é chamada ordem de grandeza da medida. A ordem de grandeza nos fornece um meio de ordenação do "tamanho" das coisas numa escala logarítmica. Uma medida de ordem de grandeza "4" (expoente 4) é 10 vezes maior que outra medida do mesmo tipo de ordem de grandeza "3" (expoente 3). Isto nos permite fazer "estimativas" sobre a quantidade das coisas quanto uma medida mais exata não é necessária ou é impossível.

A respeito desse tema, no ano de 1977, os artistas Charles Eames e Ray Eames, produziram para a empresa IBM o documentário "Powers of ten: the relative size of things in the universe" que esclarece visualmente o conceito de "ordem de grandeza". Você pode assisti-lo no vídeo abaixo.



O vídeo mostra o tamanho dos objetos da natureza organizados por ordem de grandeza. Cada quadrado que aparece no vídeo, representando uma ordem de grandeza, tem lado dez vezes maior que o anterior. Observe as medidas de comprimento e as potências colocadas nas laterais da tela. O vídeo faz uma viagem desde a escala de tamanho das partículas elementares até as maiores estruturas conhecidas, isto é, o conjunto das galáxias que formam nosso universo.

A versão original do vídeo pode ser encontrada no site dos seus criadores, Charles e Ray Eames. Clique aqui.


A utilidade do vídeo para o entendimento das medidas físicas é clara. É interessante que o professor associe as potências às subunidades do SI (km,cm, dm, mm, etc.).

O filme dos irmãos Eames tornou-se o um clássico da produção cinematográfica americana e está preservado na National Film Registry da biblioteca do congresso americano. O colega professor pode conhecer a lista e os filmes preservados clicando aqui.








A produção do vídeo "Powers of ten: the relative size of things in the universe" é de Charles Eames e Ray Eames para a IBM. O vídeo original pode ser acessado no site oficial dos autores: Eames Official Site.



Arquivo das postagens


Postagens de 2015


10 de janeiro - A garrafa de...


03 de fevereiro - O funcionamen...


16 de março - As ondas gra...


10 de abril - O movimento...


08 de maio - Qual o verda...


20 de julho - Desenvolver o...


30 de agosto - Construção do...


12 de outubro - Ferramenta online...


27 de novembro - Revelando as...


29 de dezembro - Issac Newton: o últ...


Postagens de 2017


Postagens de 2018